Notícias de última hora do Brasil

O conceito de “breaking news”, ou notícias de última hora, define situações que, pela sua importância, impacto ou urgência, merecem prioridade total e são tratadas dessa forma pelas direções dos órgãos de mídia. As notícias de últimas hora se aplicam especialmente às transmissões de televisão; a transmissão normal é interrompida, suspensa ou adiada, abrindo caminho para a cobertura do que está acontecendo.

As notícias de última hoBreaking_longra estão habitualmente ligadas a situações de imprevisto. O atentado terrorista é, por excelência, a situação que merece cobertura de última hora, especialmente nos tempos atuais, em que as sociedades ocidentais vêm, de novo, o crescimento de uma ameaça política de inspiração religiosa islâmica, o Estado Islâmico, sucedendo à Al-Qaeda da década anterior. Contudo, qualquer situação grave e inesperada pode justificar “breaking news”: a detenção de um ex-presidente da República é outro exemplo.

É frequente que, em situações de última hora, os repórteres no local esgotem o volume de informação existente. Contudo, esperando desenvolvimentos no curto prazo, as televisões preferem manter as equipes no terreno e “preenchem” o tempo com comentaristas, em estúdio, que dão suas opiniões sobre os fatos e sobre o enquadramento geral do tema em que a notícia de última hora se insere.

Na atualidade, os canais de TV especializados em notícias podem usar mais frequentemente o conceito de “última hora”, como meio de conseguir maiores audiências. Nesse cenário, se estende o conceito a situações que seriam previsíveis mas que o órgão de mídia decide cobrir em direto. Quando o jornalista entrevista, na rua, os torcedores de clubes de futebol que estão saindo do estádio depois do fim do jogo, suas reações podem ser consideradas de última hora; contudo, só o resultado do jogo seria imprevisto e não a sua ocorrência. Acontece o mesmo com entrevistas no Réveillon ou no Carnaval.